Proteja-se contra mosquitos na gravidez

Se você está grávida, deve se proteger de picadas de mosquitos, principalmente devido ao risco de doenças virais transmitidas por eles, como dengue, zika ou chikungunya. Veja a seguir informações simples para ajudar a manter os insetos longe de você e de sua família.

  • 1 / 8

    Proteção com segurança

    Já se sabe que os mosquitos podem transmitir uma série de doenças, por isso prevenção é a melhor estratégia. É importante, contudo, ter cautela com produtos para combater insetos e ter certeza de que são seguros tanto para a grávida quanto para o bebê.
  • água parada
    2 / 8

    Elimine a água parada

    Mosquitos se reproduzem em água parada, então troque com frequência a vasilha de água de animais e os potes das plantas (você pode colocar areia nos pratos das plantas).

    Não deixe acumular água em pneus, canos ou calhas. Água de chuva também precisa ser dispersada, em calhas ou áreas baixas do quintal, porque vira criadouro de mosquitos.

    Caso você esteja armazenando água da chuva para reaproveitá-la, mantenha o recipiente sempre bem fechado e não guarde por mais de uma semana.

    Se você suspeita de foco de mosquitos que transmitam dengue, zika e chikungunya na sua região, confira contatos úteis para investigação e fumigação de mosquitos.
  • grávida de camisa de manga longa
    3 / 8

    Vista as roupas certas

    Cores escuras tendem a atrair mosquitos. Portanto, prefira roupas claras e que cubram a maior parte do corpo (mangas e calças longas). Outra dica é que as roupas não sejam apertadas, porque, por incrível que pareça, mosquitos às vezes conseguem picar através da roupa.

    No verão, para não passar calor, escolha peças leves e de tecidos naturais, como o algodão. Os especialistas aconselham hoje em dia a borrifar repelente (não inseticida) em spray na roupa também, para criar mais uma barreira contra os insetos.
  • mulher tomando banho
    4 / 8

    Fuja de perfumes fortes

    Aromas florais ou adocicados de frutas tendem a atrair mosquitos. Então, antes de comprar, abra e cheire bem embalagens de xampus, sabonetes, cremes e outros cosmeticos. O melhor é usar produtos sem cheiro.

    Se você não abre mão de um aroma, o melhor é procurar algo que afaste mosquitos, como lavanda, citronela, capim-limão ou cravo.
  • óleos essenciais
    5 / 8

    Use também repelentes naturais

    Além dos repelentes comuns, como em creme ou spray, grávidas podem usar também repelentes caseiros, à base de álcool e cravo-da-índia, ou inseticidas elétricos.

    Uma receita comum é deixar cravos-da-índia mergulhados em álcool por pelo menos quatro dias, e depois misturar o líquido com um óleo suave, como óleo para bebê.

    Velas de citronela e óleos essenciais de citronela, eucalipto ou cravo também ajudam a manter os mosquitos longe de casa. Só é preciso muito cuidado com velas acesas em casa. Sempre coloque-as completamente longe do alcance de mãozinhas de crianças ou patas de animais, e nunca deixe uma vela acesa num ambiente sem ninguém.
  • mosquito preso em tela
    6 / 8

    Coloque telas em portas e janelas

    Para evitar que os mosquitos entrem dentro da sua casa, procure instalar telas mosquiteiras em todas as portas e janelas de acesso.

    Uma vez instaladas, é preciso checar regularmente se não há nenhum buraquinho ou vão por onde os insetos consigam passar. A grande vantagem das telas é poder deixar a casa aberta e ventilada dia e noite, sem se preocupar com uma "invasão" de mosquitos.
  • rede de mosquito
    7 / 8

    Durma sob um mosquiteiro

    Os mosquiteiros são uma ótima proteção contra mosquitos, desde que nenhum tenha conseguido entrar e ficado preso dentro da cama.

    Eles valem a pena se você não ficar abrindo e fechando a todo o momento. O uso do mosquiteiro pode ser útil porque os mosquitos que transmitem doenças como dengue, zika e chikungunya, embora não tenham hábitos noturnos, gostam de picar de manhã cedinho, nas primeiras horas do dia, quando você ainda pode estar na cama.
  • repelentes de insetos
    8 / 8

    Use repelente contra insetos

    Os médicos recomendam que grávidas usem repelentes apropriados durante a gestação, já que as possíveis consequências de doenças desenvolvidas a partir de picadas de insetos podem ser sérias.

    Em geral, repelentes para crianças e bebês são também seguros para grávidas.

    É preciso lembrar de reaplicar cremes e sprays a cada seis horas. Passe o repelente também na roupa que estiver vestindo.

Fonte: brasil.babycenter.com

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário, ele é muito importante para mim.

Google+ Seguidores